domingo, 27 de setembro de 2009

Armários planejados - Cozinha

Depois do armário de quarto, segue um de cozinha, pra dar asas à imaginação...


Gavetas com sistema que abre até o final, sem cair no seu pé. Adoro! :o)

À procura do imóvel perfeito III – Para onde vai o meu dinheiro?


Essa pergunta todos nós fazemos pelo menos uma vez o ano, mais precisamente quando nos deparamos com o nosso informe de rendimentos para o Imposto de Renda. Rs
É com esse cenário de dúvida, misturado com revolta e surpresa que temos mesmo que ficar intrigados e fazer a caça ao nosso próprio tesouro. Todos os especialistas dizem que temos que saber com o que gastamos, mas para alguns, essa tarefa pode ser extremamente complicada. Eu sou chata com dinheiro. Sabe aquele tipo de pessoa que (quase) sabe quanto tem em moedas na carteira? Que não deixa dinheiro espalhado por aí? Eu dou valor a qualquer centavo. Nunca ignoro as moedinhas. Quem tem porquinho sabe que elas fazem a maior diferença. Rs Pessoas que têm esse perfil, naturalmente vão se dar melhor nesse exercício. Se você não é assim, tente, se esforce, peça ajuda, você chega lá!



Vamos à prática: faça um levantamento dos seus gastos. Separe o que é fixo, eventual e opcional.
No fixo você elenca tudo aquilo que você paga todo mês. Normalmente essas contas ou tem um valor fixo ou elas sofrem variações. Exemplos de contas fixas: faculdade, celular, conta de luz etc.
O eventual engloba aquelas compras eventuais (ah, jura??? Rs), programadas ou não. Tudo que você aproveitou na última liquidação do shopping e parcelou em mil vezes no cartão ou em cheques estará no seu eventual.
Aquilo que você pode optar por desembolsar ou não, naquele mês, é o opcional. Sabe aquela poupancinha que você tenta fazer, mas cada mês você usa pra outro destino e deposita um valor diferente? Ela é eventual. Feito isso, fica mais fácil você saber o que pode ser cortado, reduzido e inserido.

Perguntas básicas a serem respondidas:

1-Você pode abrir mão de algumas contas?
2-Você tem um salário estável?
3-Você pretende somar sua renda com a de alguém?
4-Pra que você vai ao shopping andar sem destino? Pra que, me diz?. rs
5-Você deixa pra fazer compras somente quando precisa muito de algo?
6-Se não consegue, está disposto a tentar?
7-Será que não é melhor abrir mão do carro e usar ônibus e táxi?


sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Meninas cuidado!

Alice, Renata e Isabela, tomem muito cuidado! Vocês não querem assistir a um futebolzinho nas quartas a noite?

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Armários planejados

Olá pessoal,
Como eu já encontrei o meu "imóvel perfeito", estou aqui pra falar sobre os móveis. Uma coisa que eu estou vendo agora, antes mesmo da entrega das chaves.

Com essas plantas - cada dia m
enores - dos novos apartamentos, só nos resta apelar pro bom e velho marceneiro, ou encarar os preços da Todeschinni, SCA, Dellano e afins.

Com o marceneiro, além de conseguir pechinchar um precito mais camarada, você pode ocupar muito mais espaços, afinal, es
sas lojas trabalham com módulos de medidas fechadas e raramente os cortam.

Esses ainda não são os meus armários, mas pretendo fazer com esse mesmo marceneiro. Antes de ver o trabalho dele, eu imaginava que o trabalho da marcenaria nunca chegaria aos pés dessas grandes lojas. E não é que me surpreendi? Este marceneiro trabalha com MDF 18mm em TODO o armário. A Italínea, por exemplo, faz isso somente nas portas. Vejam só que legal:





Este é o armário da suíte, visto de frente. Ele é composto por 4 portas de correr.










Agora a distribuição interna.
Eu acho super-ultra-mega práticos esses cabideiros duplos. Eu sempre odiei dobrar as roupas. Pra mim as gavetas só servem pra amassar tudo e termos que passar a roupa duas vezes...







E aqui, algumas gav
etinhas pra contar história. E mais cabideiro!!! Yupiiiii


quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Falando de relacionamento...


Me chamou a atenção uma declaração do colecionador de tênis, sobre seu relacionamento com a mulher Bomba e principalmente com sua vaidade:
“No fundo todo homem é muito frágil e tem medo de perder a mulher que ama. Comigo não é diferente”
“Com dinheiro é fácil ser bonito. Agora faço limpeza de pele de 15 em 15 dias, só uso produtos de primeira linha no cabelo, tiro os excessos da sobrancelha e depilo o peito. Mas nunca fiz plástica nem coloquei botox”

Atenção mulheres!!!!

Ele usa produtos de primeira linha no CABELO!!!!!!

Dança pouco!

video

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Voltei!!!



Depois de muito tempo fora, voltei para falar do filme que acabamos de ver, "Verdade nua e crua".

O filme é show! Comédia com tempo certo e casal bem entrosado, rimos pra caramba. Pra quem ainda acha, mesmo depois de "P.S. eu te amo", que Gerard Butler só serve para filmes de ação, está redondamente enganado!

Guilherme, Isabela, Marcio e Renata; esse é o filme que "Os Normais 2" tentou ser!

Grande abraço!!


sábado, 19 de setembro de 2009

À procura do imóvel perfeito II – Comprar ou alugar?




Esta é uma dúvida e tanto! Alugar não é só uma opção pra quem está “apertado”. Há quem diga que aluguel é um desperdício de dinheiro, já que pode ser o mesmo valor de uma prestação de financiamento da casa própria. Fato. Mas alugar também pode ser uma opção estratégica. Sim. Eu também tive que desconstruir esse mito do “sonho da casa própria” e me desarmei para poder entender essa discussão. Funciona mais ou menos assim:

Vamos supor que você tenha R$100mil para comprar um imóvel. Um imóvel que valha R$100mil deve ter o seu aluguel em torno de R$800. Ou seja, se você aplicar os R$100mil num fundo conservador (CD, renda fixa, etc) e conseguir um rendimento de 1% a.m, vale mais a pena você alugar o tal imóvel por R$800 e embolsar os R$1.000 para valorizar sua grana.

Eu sei, eu sei que é difícil entender, ou melhor, é difícil dar o braço a torcer. Nessas horas a gente pensa: “
mas e o cantinho pra chamar de MEU?”, “e se eu quiser fazer 500 furos na parede?”. Neste momento várias perguntas como essas pairam no ar.


O fato é que estamos muito habituados a encarar o aluguel como uma opção para quando estamos sem grana e esquecemos de analisá-la quando estamos com $$$. É óbvio que este é um raciocínio “de rico”, pois é raríssimo alguém ter uma boa quantia guardada às vésperas de um casamento, não é mesmo? Mas é um caso bem interessante para se pensar. Principalmente se o local onde você deseja morar tem os preços muito altos (Zona Sul do RJ, por exemplo). Fica a dica!






Perguntas básicas a serem respondidas:


1-Você tem uma boa grana guardada, a ponto de render mais do que gastaria mensalmente com o aluguel?
2-Você tem um fiador, caso queira alugar?
3-Você é desapegado?
4-Alugar algo mais barato para se capitalizar par a compra de um bem é uma opção para você?
5-Está disposto a pagar um seguro-fiança?





Perdeu algum capítulo?

terça-feira, 15 de setembro de 2009

À procura do imóvel perfeito I – O que eu quero?

Olá pessoal,


Vim aqui registrar tudo que aprendi na “busca pelo imóvel perfeito”. Dessa forma, além de compartilhar com vocês, posso indicar a leitura do blog ao invés de repetir tuuuudo de novo pros amigos de plantão. Não que isso seja um problema pra mim, pois adoro falar e contextualizar. Mas convenhamos, assim é mais prático e dá pra consultar a hora que quiser. Rs

Boa leitura!

No capítulo de hoje, vamos refletir sobre o que o casal (ou você, sozinho) espera do novo lar. Faça um balanço do que você não abre mão e do que você dispensa totalmente. E tenha isso como norte. Essa listinha vai servir para colocar os pés no chão e lembrar o foco quando os corretores vierem oferecer as “mil maravilhas” de um empreendimento. Afinal, eles investem MUITO em lançamentos com estandes, filmes e folders maravilhosos e aí, é amor à primeira vista, não tem jeito. É nessa hora que você tem que sacar a listinha.



Perguntas básicas a serem respondidas:


1-Você quer morar perto do trabalho, do mar ou da montanha?

2-Quais bairros ou regiões você gostaria de ir e quais você não vai de jeito nenhum?

3-Casa ou apartamento?

4-Espaço ou praticidade?

5-Os filhos virão logo?

6-Você vai precisar de transporte público próximo?

7-Qual a opção de lazer/infraestrutura de que você não abre mão em um condomínio?


E aí, vocês se interessam por essa “série” que está nascendo? Aguardem os próximos capítulos e deixem suas dúvidas!